5 de julho de 2011

Buenos Aires - 2011

Deixando um pouco a decepção de lado...
... meu itinerário só incluía 24 horas em Buenos Aires com uma noite no meio, então tivemos que fazer só o principal... ou o mais fácil.
Desembarcamos no Aeroparque, que é o aeroporto que fica dentro da cidade; ele é menor que o Ezeiza portanto o Duty Free também é menor, mas só pra constar... Duty Free da saída é sempre melhor que o da chegada.
Logo na saída do desembarque tem alguns guiches de taxis/remisses, que vão para toda a cidade com um valor previamente definido e pode ser pago com cartão de crédito ali mesmo. Optamos por esse serviço.

Por causa do pouco tempo tínhamos nossos passeios todos definidos e marcados num mapa impresso da internet para não nos perdermos nem na cidade e nem no tempo.



Ficamos hospedadas no Forcadell e pela proximidade da 9 de julho (principal avenida) nossa primeira parada foi lá, onde avistamos o Obelisco e almoçamos no Mc Donald's (tem um Mc a cada esquina.. e pra quem não tem tempo, é uma refeição rápida.).
Pegamos a Av. Roque Saenz Peña a pé e seguimos pra Plaza de Mayo, que estava cheia de faixas de alguns protestos que estavam acontecendo.



Da Plaza fomos para o Shopping Galerias Pacifico, pela Calle Florida. Bom... como foi dito no post anterior, fiquei bastante decepcionada.
Dessa vez sai de BsAs quase de mão vazias, pois, apesar do Galerias Pacifico estar em época de rebajas (promoções) tudo continuava muito caro e como eu tinha mais 6 dias de viagem pela frente em dois destinos desconhecidos, resolvi economizar em Buenos Aires, mas tinha algo que eu não poderia me conter... STARBUCKS... ah!!! se eu pudesse, passaria o resto do dia ali tomando vários "dark cherry mocca" (talvez nada me lembre mais a Europa que Starbucks); mas... enfim... não pude!

O jantar não poderia ser em outro lugar que não fosse Puerto Madero; o nome do restaurante eu não lembro, mas comi um macarrão divino, sem contar que Puerto Madero é um ótimo lugar.

Pra finalizar as 24 horas, no dia seguinte acordamos cedo pra fazermos o city tour que sairia s 08:30 masssss só saiu as 10:00.
Eu já conhecia BsAs mas a pessoa que estava comigo não conhecia e, se é a sua primeira vez em uma cidade eu sempre indico que faça um city tour (vale pesquisar as empresas, os valores e as rotas antes de contratar algum); no nosso caso contratamos o que o hotel nos indicou e se eu não me engano custou US$ 16,00 por pessoa. O guia falava espanhol e um inglês bem "mal dizido", como eu falo espanhol ficou fácil entender tudo. O city tour passa por todos os principais pontos da cidade mas só para em alguns; dessa vez parou na Plaza de Mayo, no estádio do Boca e na rua principal do Caminito. No estádio tem uma lojinha na entrada e um museu, mas como temos pouco tempo em cada lugar, não entramos no estádio... nos limitamos a lojinha da entrada, até porque o valor da entrada não está incluso  no passeio.
Pra mim, um dos melhores lugares de Buenos Aires é Puerto Madero e o city tour só passou por lá bem rapidinho, ou seja, ponto negativo pra eles.
Após o city tour não tivemos mais tempo pra nada, nosso barco pra Montevideo saia as 15h e ainda tínhamos que passar pela imigração, foi uma correria só, mas deu tudo certo.

Até Montevideo, gente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário