16 de setembro de 2013

Machu Picchu

Acho que todo mundo que vai pra Cuzco tem o objetivo de ir pra Machu Picchu e com certeza é o dia mais aguardado da viagem.
E... esse dia chegouuuuuu!!! Uhull...

Bom, existem algumas alternativas pra ir pra lá, tem gente que vai um dia antes e dorme na cidade de Aguas Calientes (que fica no pé da montanha Machu Picchu), pra poder subir mais cedo, antes que todos os turistas cheguem, e ai você pode contemplar aquela vista quase que sozinho, sem contar que nas suas fotos terá você e Machu Picchu, nada de um monte de gente atrapalhando.
Ouuu você pode fazer um passeio bate e volta, ou seja, sair e voltar para Cuzco no mesmo dia.
E ainda tem aqueles mais aventureiros e mais bem dispostos que preferem ir caminhando, definitivamente não é o meu caso.

Eu escolhi o bate e volta e vou explicar os meus motivos...
A minha viagem pro Peru era de 12 dias no total, dividido entre Cuzco e Lima, então a minha mala não era muito pequena e é muito chato ficar carregando mala prum lado e pro outro, ficar mudando de hotel o tempo todo, e eu não ia pagar uma diária no hotel de Cuzco só pra deixar a minha bagagem enquanto eu dormiria em Aguas Calientes, pagando outra diária, por que né?! Não sou rycah! E fazendo bate e volta, eu só levei uma mochila com o que eu iria precisar la, carteira, garrafa de agua, alguns biscoitos, protetor solar...

  • Indo pra Machu Picchu

Como o maior turismo de Cuzco é por causa de Machu Picchu, os hotéis oferecem o café da manhã a partir das 05:00am, pois sabem que muita gente faz viagem de bate e volta e seus trens saem cedo.

No meu caso eu acordei as 4:00am pra me arrumar, as 5:00am fui tomar o café da manhã no hotel mesmo, voltamos pro quarto pra terminar de nos arrumar, escovar dentes e etc e as 5:50 pegamos o taxi que havíamos pedido pro staff da recepção reservar pra gente na noite anterior e que nos levaria até Poroy, a cidade de onde sai o trem.
É gente, o trem que nos leva a Machu Picchu não sai de Cuzco, sai de Poroy, que fica a mais ou menos 10 km de Cuzco.
Havíamos comprado os bilhetes do trem pela internet ainda no Brasil, no site da Perurail, esta empresa tem alguns tipos de trem, uns mais simples e o mais chique e o preço varia muito.
Na ida demos preferencia para o trem que oferecia melhor serviço de alimentação, pois a viagem dura em torno de 3 horas e precisaríamos estar bem dispostas para caminharmos por Machu Picchu no sol, então compramos o bilhete do Vistadome 31, claro que não é o melhor trem mas também não é o pior, na época custou 79 dólares e pelo que eu vi hoje no site, ta custando 80 dólares.


Ele está cortado porque imprimi em casa e lá eles arrancaram a parte de cima para controle deles 

No bilhete está escrito que teríamos que chegar a estação as 6:10am, chegamos antes e ficamos esperando até as 6:30 pra poder embarcar, num frio de rachar os ossos, e quando eu digo que tava frio, tava frio messssmo... 0°C.


Olha a minha cara toda vermelha de frio 

Na estação tem muitos lugares pra sentar e tem uma cafeteria caso não tenha dado tempo de tomar café da manhã no hotel. O lugar é bem agradável.




Café da manhã do trem
 Vista panorâmica. Adorei!

A nossa viagem era pra ter durado mais ou menos 3 horas e durou quase 5 horas devido a uma manifestação de professores que ocorreu em cima da linha do trem e por isso ficamos parados no meio do caminho por mais de 1 hora até que a polícia chegasse e tirasse todos dali. Como o meu trem era o primeiro do dia, todos os outros também atrasaram.
Chegando na estação de Poroy tínhamos que descobrir onde pegava o ônibus para subirmos pra Machu Picchu, nos perdemos um pouco, mas logo nos achamos, não é tão difícil assim.
Não é bem uma estação de ônibus, está mais para parada de ônibus com um guichê que vende as passagens, não me lembro exatamente quanto era, mas era barato e se você comprar ida e volta juntos, sai um pouco mais barato.
A subida demora uns 20 min ou mais e é muito ônibus subindo e descendo o tempo todo.
Para entrar em Machu Picchu é necessário comprar um bilhete que em julho de 2012 custava 128 soles a inteira e 64 soles a meia. Eu comprei o meu em uma agência de turismo perto da Plaza de Armas em Cuzco, não sei se vende lá na hora, mas é melhor não arriscar.




Como nosso trem foi o primeiro da manhã, quando chegamos em Machu Picchu não havia muita gente, o que é muiiito bom!
Na entrada ficam vários guias oferecendo seus serviços, o preço que eles cobram não é barato não, mas vale muiiiiito a pena. Eu e minha mãe nos juntamos com um casal de colombianos e contratamos uma guia, pois quanto mais gente no grupo, mais barato fica por pessoa, mas eu não recomendo que tenham muitas pessoas não.




Gente, eu amei Machu Picchu!
É tudo muito incrível, a história, a arquitetura, tudo tudo...
Por isso que eu digo que vale muito a pena contratar um guia, pois sem eles contando a história, muita coisa não fará sentido ou será sem graça.

Ficamos em Machu Picchu mais ou menos 4 horas, subimos por volta de meio dia e descemos as 16:00 pois o nosso trem de volta era as 17:27, mas tínhamos que estar na estação as 16:57, como sobrou um tempo considerável, fomos dar uma volta por Aguas Calientes, sentamos numa cafeteria perto da estação, comemos alguma coisa, demos uma volta na feirinha em frente a estação, onde eu comprei lembrancinhas e depois fomos pra estação.




O trem que escolhemos pra voltar pra Cuzco foi o Vistadome 604, que é bem mais simples que o Vistadome 31 e por incrível que pareça é mais caro.


Cade a vista panorâmica?


De bebida, pedi Inka Cola, o refrigerante local 


No trem da volta tiveram algumas apresentações e uns desfiles também, as "comissárias" do trem chamavam alguns passageiros para participar das brincadeiras, no final de tudo, passaram vendendo algumas coisas. É divertido e serviu pra viagem passar mais rápido.

No final do dia já estávamos cansadas, masss tudo valeu muito a pena!


  • Curiosidades e dicas:
  1. Se você for no inverno, vai precisar de um casaco pesado na hora de ir, durante o dia em Machu Picchu vai sentir muito calor, então, vá com alguma blusinha leve, mas leve também, uma blusinha mais pesada, pois no final da tarde o frio volta, mas não o suficiente pro casaco pesado.
  2. Leve protetor solar, pois o sol la queima muitoooo
  3. Não seja louca de ir de salto alto, pelo amor de Deus, vá com um sapato confortável.
  4. Leve água e alguma comidinha, dentro de Machu Picchu não tem absolutamente nada e fora é tudo muito caro, ou você come o que você levou, ou espera descer pra comer na cidade.
  5. Na saída de Machu Picchu você pode carimbar o seu passaporte.
  6. Se você quiser, pode combinar com o taxista que te levou até Poroy de ir te buscar no final do dia, é só falar pra ele em qual trem e horário você chegará. Eu fiz isso por que achei mais confiável, mas se não quiser fazer isso, quando chegar em Poroy terá MUITOS taxistas a espera de passageiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário