27 de agosto de 2014

COMENDO BEM EM SANTIAGO I

Se você pesquisar ao menos um pouquinho sobre uma viagem para Santiago, não será nada difícil encontrar blogs e sites falando sobre os melhores restaurantes da cidade, lista dos 10 melhores, os mais famosos e etc.
Foi nessas listas que me baseei para decidir em quais eu iria com certeza, como se fosse um passeio turístico, e no final percebi que minha viagem estava mais para turismo gastronômico do que para turismo de andar pela cidade.

Então vamos a minha lista:


  • Como Agua para Chocolate



De toda a lista, este era o que eu mais queria ir e não me arrependo nenhum pouco, foi um dos melhores pratos que eu comi.
O restaurante fica perto do Pátio Bellavista, tem a fachada discreta e dentro a decoração é bem interessante.




O atendimento é muito bom, o clima é super agradável e o restaurante está sempre cheio, inclusive, cheio de brasileiros, e por isso é indicado que se faça reserva antecipada, principalmente se a sua intenção for jantar lá.
Eu não fiz reserva e fui no horário do almoço, cheguei por volta de meio dia e ainda tinham mesas vazias, mas meia hora depois já estava cheio. Lembrando que fui em baixa estação.


        

        


Coloquei algumas fotos do cardápio para vocês terem noção do que é servido e também dos preços, lembrando que tudo está em pesos chilenos. 
Clique nas fotos para aumentar.


Entrada: pão com ervas e molho pesto

Prato pincipal: Raviolette de Centolla

Atenção especial para o melhor raviole que eu já comi na minha vida.


Sobremesa


Eu super recomendo este restaurante!



  • El Otro Sitio





Este restaurante fica no Shopping Parque Arauco e eu gostei bastante da comida, mas achei o atendimento esquisito, sei lá, aquela sensação de que eu tinha que comer correndo e sair do restaurante rápido sem ao menos o restaurante estar cheio. 



       

        

Tilápia com molho de centolla

Se você gosta de comida peruana e não se importa com os olhares "atentos" dos garçons, este é um bom lugar. Aliás, o Chile é um grande admirador da comida peruana, em todo lugar é possível achar um restaurante deste tipo de culinária.


  • Donde Augusto





O Mercado Central de Santiago é dividido em duas partes, uma praça só com restaurantes e uma parte de mercado mesmo, com as banquinhas vendendo seus produtos.
Acho legal ir a este tipo de lugar, pois é um ponto turístico e faz parte da cultura local, assim como o mercado de São Paulo, mas, diferente do de São Paulo, eu não voltaria ao de Santiago para comer.

Todos os restaurantes tem a mesma cara, servem praticamente as mesmas comidas e todos os garçons ficam te importunando para você sentar no restaurante deles. Um verdadeiro saco!
Além disso, o lugar não é limpo, a comida é bem ruim, o atendimento também é ruim e a conta sai caríssima!
O único motivo pelo qual continuei ali foi para comer a centolla inteira, para ver o diabo do bicho no prato.
Se valeu a pena? 
Eu não costumo dizer que não vale a pena ir a um determinado lugar, pois se eu não tivesse ido, eu iria ficar com essa vontade e ia ficar pensando que deveria ter ido. Valeu pra conhecer, pra ver como funciona e pra criar minha própria opinião, mas com certeza eu não comeria em nenhum restaurante do Mercado Central outra vez.



Pedimos um prato de centolla baby que vinha com arroz e salada de acompanhamento para duas pessoas e 2 sucos, que nos saiu por mais ou menos R$350,00.
A carne de centolla em si é uma delicia, mas quando ela vem inteira assim é difícil de comer pois temos que tirar da casca, igualzinho a caranguejo normal, além disso, o arroz estava bem ruim e a salada estava péssima também.


Não recomendo!


  • Coquinaria



Gente, já fiquei encantada antes mesmo de entrar no restaurante, muito gracinha.
Logo na entrada está a loja de especiarias e utensilios de cozinha e só depois vem o restaurante.




Achei o local incrível, super cool, com luz natural, bem espaçoso, ótimo atendimento. 
Tudo lindo e maravilhoso, mas... o que falar da comida?

Bom, apesar de o cardápio ser bem extenso, eles seguem a linha mais gourmet, ou seja, pratos pequenos, bem elaborados e caros. E posso ser bemmmm sincera? Eu gostei da comida, mas não achei nada maravilhoso demais.



Prato: Surf and Turf


Gente, sério... isso alimenta alguém?


Prato: Chocolates en Texturas

Macarons
De duas uma, ou eles não sabem fazer Macarons ou estes estavam velhos, pois estavam muchos e ruins.







Se eu indico?
Sim, eu indico, mas muito mais pelo lugar do que pela comida.


  • Restaurante Giratório



O Restaurante Giratório fica no alto de um edifício comercial no bairro da Providência e é fácil de achar pois na fachada do prédio tem o nome do restaurante.

Fomos recebidas pelo garçom ao sairmos do elevador e ele gentilmente nos levou a uma mesa.
Quem nunca esteve em um vai ficar imaginando como que funciona um restaurante giratório e eu já vou até responder...
Geralmente estes restaurante tem a fachada circular, no meio do circulo fica a cozinha e a parte dos garçons, e na parte que gira ficam as mesas, e como a graça de um restaurante deste tipo é a vista, normalmente as mesas ficam perto da "janela", ou seja, ficam circulando a parte fixa do restaurante. Deu pra entender? Não sou muito boa pra explicar as coisas.. hehehe




Falando especificamente do restaurante de Santiago, não pedimos muita coisa pois o preço não é lá muito amigável e já estávamos no final da viagem (o dinheiro já fava acabando), então dividimos duas entradas e somente um prato principal e tomamos vinho.





Apesar de em alguns sites eu ter lido que a comida não é muito boa, eu gostei bastante dos pratos que pedimos e não tenho nada a reclamar, nem da comida e nem do atendimento.
Aliás, estava rolando música ao vivo e a moça era muito boa, música suave, muito própria pro jantar e pro tipo de restaurante, inclusive cantou duas  músicas brasileiras e foi bastante aplaudida .

Super indico!


  • Aqui esta Coco

Entrada do Restaurante Aqui esta Coco

Último restaurante para fechar o turismo gastronômico com chave de ouro!
Era nosso último dia em Santiago, uma quarta-feira, e tivemos que almoçar cedo para não atrasar a ida para o aeroporto e quando chegamos ao restaurante as 12:45, ele nem estava aberto ainda, esperamos um pouco e fomos as primeiras a entrar. Como não tínhamos reserva ficamos na parte da frente, em frente ao bar, que é uma parte pequena, mas extremamente aconchegante e ainda bem que chegamos cedo, pois reparei que a maioria das pessoas tinham reservas e o restaurante encheu em no máximo uma hora. O maior público era de executivos, homens engravatados e mulheres chiques.



Atenção no formato das cadeiras



         


E quando eu disse que foi pra fechar com chave de ouro, eu estava falando sério... adorei este restaurante, a comida estava muito boa, o atendimento foi muito bom, o ambiente super agradável.

Estas fotos são da parte do bar, o restaurante tem muitos outros salões e todos são decorados com motivos do mar, é muito interessante.

Ahh... uma curiosidade, o restaurante não abre em fevereiro.

Eu super indico o Aqui esta Coco!




Gostaram  da minha lista?
Se alguém tiver algo a acrescentar sobre algum desses restaurantes, fique a vontade.


Hora dos créditos:

eu li váááários blogs e vários sites, mas o único que me lembro é o de uma blogueira chilena que vive no Brasil, a Constanza Fernandez do blog Futilish. O blog dela é todo em português e ela escreve pra nós, brasileiras mesmo, e apesar de ser um blog de moda (adoooro) ela já escreveu alguns posts falando sobre cidades, lojas, ruas, pontos turísticos e... restaurantes no Chile. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário