23 de janeiro de 2015

INTERCÂMBIO POR CONTA PRÓPRIA OU POR AGÊNCIA?

'É melhor fechar o pacote por uma agência ou por conta própria?'

Desde 2008, ano que fiz meu primeiro intercâmbio, recebo essa pergunta e percebi que essa é uma dúvida muito comum entre pessoas que tem um estilo um pouco mais independente.


Na época do meu intercâmbio para a Espanha, eu não sabia como as coisas funcionavam e por isso procurei uma agência e a escolhida na ocasião foi a CI - Central de intercâmbio, mas 6 anos depois, resolvi que faria tudo por conta própria, afinal, eu já não era mais leiga no assunto, já tinha vivenciado um intercâmbio de 6 meses, já tinha trabalhado como consultora de intercâmbios e já tinha experiência em montar pacotes de viagem pra mim e para outras pessoas.

Fiz toda a pesquisa necessária e cheguei a mandar um e-mail para a escola que escolhi, mas no final das contas fechei tudo por uma agência, a STB, somente porque estava rolando uma super promoção naquela escola e até o último dia da promoção, eu não tinha recebido nenhuma resposta ao meu e-mail, então, para não perder a promoção, na qual eu ia ganhar um mês praticamente de graça, fui correndo na STB fechar tudo.
Como eu já tinha feito toda uma pesquisa eu sabia todos os valores que a escola cobrava e confrontei com os valores da STB, que eram exatamente os mesmos, a única coisa que diferenciava é que a agência cobra a taxa de serviço dela, que na época foi de R$387,00.
O que são trezentos e oitenta e sete reais perto de um mês de curso + alimentação + acomodação praticamente de graça? Não é mesmo?

Meu irmão está indo com a esposa para um intercâmbio na Espanha e eles decidiram fazer tudo por conta própria, então eu resolvi fazer um post com os prós e contras dessas duas possibilidades.



***************************  PRÓS  ***************************



  • AGÊNCIA

  1. Os consultores já tem uma idéia de quais são as melhores escolas e já te passam todas as informações necessárias, ou seja, vc não precisa ficar entrando em mil sites pra procurar as escolas de determinada cidade, no máximo, vai buscar na internet opiniões sobre as escolas que a agência te indicou;
  2. a própria agência faz a sua matrícula na escola e te envia a carta de aceitação;
  3. se a carta de aceitação não chegar, vc pode entrar em contato com o seu consultor de intercâmbio e ele cobrará a  carta da escola;
  4. o pagamento pode ser dividido de acordo com a política da agência.


  • POR CONTA PRÓPRIA
  1. as vezes as escolas oferecem alguns tipos de cursos que não são comercializados por agências do brasil, então se vc fizer diretamente no site da escola poderá ter mais opções;
  2. o pagamento será feito diretamente para a escola e o câmbio utilizado será o da escola, que normalmente é mais baixo que o câmbio praticado nas agências;
  3. não terá que pagar a taxa de serviço da agência;
  4. existem muitas opções de escolas em cada destino, e não só as que as agencias oferecem, podendo escolher uma escola menos conhecida por brasileiros.



*************************  CONTRAS  *************************


  • AGÊNCIA
  1. o câmbio da moeda é sempre bem mais alto que o câmbio do mercado;
  2. como a maioria das agências comercializam as mesmas escolas, é bem possível que tenham muitos brasileiros na sua escola, principalmente nos meses de julho, dezembro e janeiro. 
  3. É cobrada a taxa de serviço, que varia muito de agência pra agência.

  • CONTA PRÓPRIA
  1. na maioria dos casos o pagamento tem que ser `a vista;
  2. vc já precisa ter algum conhecimento na língua inglesa ou precisa pedir ajuda pra quem tem, pois normalmente os sites das escolas e os e-mails de negociação serão em inglês, independente do idioma escolhido pro intercâmbio;
  3. se der qualquer problema você não terá ajuda pra resolver o problema, será você  e a escola, a escola e você, o que nem sempre é ruim, mas as vezes pode ser bem trabalhoso.


Independente de qual seja a sua escola a minha dica é: pesquise bastante sobre a agência e/ou a escola que escolher, vá nestes sites onde as pessoas reclamam sobre as empresas, por exemplo, o Reclame Aqui, e veja o que falam sobre as que você escolheu, vá em mais de uma agência, fale com mais de um consultor, anote todas as suas dúvidas antes de ir a agência e pergunte-as, não tenha vergonha da sua dúvida, fale com pessoas que já utilizaram o serviço da agência em questão ou que já tenha estudado na escola que você está planejando estudar, pesquise, pesquise e pesquise, vale até entrar em fóruns sobre o assunto no facebook ou outros sites, e assim você se sentirá mais seguro para tomar uma decisão, afinal, estudar fora é um investimento alto e quanto mais assertiva a sua escolha, mais chances de sucesso você terá.


Espero ter ajudado com essas dicas, afinal, todo intercambista de primeira viagem fica um pouco perdido na hora de tomar essas decisões.


3 comentários:

  1. Muito bom, bem explicativo. Agora, partiu planejamento

    ResponderExcluir
  2. Sobre as viagens independentes, eu queria perguntar, ao ter menos de 18 anos, voce pode fazer essa viagem? Com a autorizaçao dos pais, mas sem uma familia ou alguem responsavel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisabete,

      menores de 18 anos só podem fazer esses intercâmbios contratando a acomodação junto com o curso e no caso tem que ser casa de família, pois a família ficaria responsável pelo menor.
      O menor não vai conseguir alugar nenhum apartamento por conta e nem hotel/hostel, já que para essas coisas é exigido que seja maior de idade.

      Mas no caso de o menor ter família ou amigos na cidade do intercâmbio e for ficar na casa deles, dai ele pode contratar somente o curso.

      Excluir